contatore@uol.com.br    Ligue Agora: 5055-1015

ATM e a passagem aos implantes

Os pacientes que fazem uso de dentaduras ou próteses móveis nunca recuperam a dimensão correta, seja uma dentadura ou uma prótese flutuantes.

Com a boca entreaberta, o espaço funcional livre (espaço entre os dentes), fica desconjuntado entre a dentadura, o osso e a gengiva. E quando se aperta a prótese, ela apoia-se sobre a gengiva, e quando abre, ela volta a ficar flutuante.

Portanto, uma dentadura nunca vai ter a função de suporte ósseo. Assim, o usuário de prótese e dentaduras vai perder massa óssea por atrofia por falta de função, e aí é que entram os implantes.

Por exemplo, depois de se fazer os implantes, e depois de as próteses parafusadas sobre os implantes, o paciente vai exercer a mastigação sobre a prótese parafusada, e a prótese vai jogar a pressão sobre os implantes, e os implantes vão jogar a pressão sobre o suporte ósseo.

Importante saber é que com os implantes já não há mais atrofia por falta de função pois os implantes estarão reinserindo a função óssea que o paciente não tinha quando usava dentadura.

Daí a importância da prótese sobre implante, onde se faz uma recuperação estética e funcional, dando atividade biológica ao osso que antes ele não tinha, e a perda óssea cansada.

Procure o Instituto Contatore e resolva o seu problema de ATM e garanta mais qualidade de vida.