contatore@uol.com.br    Ligue Agora: 5055-1015

O uso das células-tronco do próprio paciente.

O uso das células-tronco do próprio paciente. Exemplo.

Durante a cirurgia, colocamos um acesso na mão do paciente para dar soro.

Drenamos o sangue e o colocamos em frascos. Já naquele sangue temos material genético suficiente, e consigo separar a parte pobre e a parte rica. Retiramos as células somáticas adultas do sangue, fazemos uma reprogramação somática, transformando-as em células-tronco de pluripotência induzida — IPS.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A seguir fazemos os enxertos celulares com essas células-tronco corretamente e misturamos também um componente que é a partícula bioativa que chamamos de BIOS, que vai fazer com que as células liberem maiores fatores de crescimento, e maior fator de crescimento significa o seguinte: maior formação óssea, maior osteogênese.

 

 

 

 

 

 

 

 

Conseguimos a recuperação óssea em seis meses.

A qualidade do dente que usamos é Premium. Ele tem a mesma dureza que um dente comum. Dureza Premium é uma indicação que mostra o índice de rigidez e resistência do dente.

Esse dente tem a capacidade de corte como se fosse um dente natural.

Sempre colocamos dentes com cores proximas às do paciente. Se o paciente tem cor original do dente tipo A3, mais escura, colocamos os dentes na cor A2, mais clara, dando um aspecto mais jovem ao paciente.

Ao invés de colocar um provisório no dia da cirurgia, a paciente já vai pra casa e volta dois ou três dias depois onde já coloco a peça definitiva.