contatore@uol.com.br    Ligue Agora: 5055-1015

Estética Dental – alguns aspectos

Pode-se dizer que hoje em dia 76% da apresentação de uma pessoa recai sobre a apresentação dos dentes, sendo que os outros 25% vão para os cosméticos, tratamentos de pele etc.

Há pesquisas indicando que os dentes são a primeira coisa que um homem repara em uma mulher, e não nas roupas ou cabelo.

http://www.huffingtonpost.com/2013/02/07/what-men-want-teeth-hair-clothes_n_2638967.html#slide=1966429

A preocupação com a parte da cosmética é demasiado enfatizada, sendo que a principal, a beleza dos dentes, tem ficado muito negligenciada.

As pessoas ou nascem com dentes de coloração escurecida ou vão tendo os dentes mais escuros a medida que envelhecem, na maioria das vezes por excesso de pigmentação dos alimentos. A perda de massa óssea também pode causar o amarelamento dos dentes.

Assim, uma pessoa que tem perda óssea tem o ph salivar ácido. Quando ela se alimenta, os alimentos têm pigmentos e se fixam na superfície do esmalte com maior facilidade.

Uma pessoa que tinha uma cor 62, que é a cor de dentes claros, passa a ter uma cor 67, 69, ou seja, de uma tonalidade de dente escuro. A pessoa às vezes está com o cabelo bem arrumado mas tem os dentes com cor estranha.

Hoje a estética do sorriso pode apresentar o indivíduo de maneira totalmente diferente. Aumenta a qualidade da linha de sorriso e revitaliza o sorriso, rejuvenescendo a pessoa, além de satisfazer a vaidade pessoal.

E também há o fator psicológico em que a pessoa ganha anos em idade, ganha rejuvenescimento e a pessoa fica mais confiante. Há uma série de mudanças benéficas.

O sorriso branco, fazendo parte do contorno dos lábios, muda positivamente o contorno facial paciente.

E para quem quer algo menos natural, no entanto muito bonito, pode recorrer também ao que chamamos de bleaching, muito comum e apreciado entre as celebridades. O bleaching é um branco mais forçado, mas todo mundo o quer por ser muito notável.

Também trabalhamos há muito tempo com a chamada plástica e cirurgia mucogengival e plastia genvival. Assim, no paciente que perdeu osso, a gengiva retraiu-se e perdeu-se gengiva. O sujeito tinha e deveria manter 5 centímetros de gengiva, mas perdeu 3 e ficou com 2, que é uma quantidade muito pequena e vai sempre descolar.

Tratamento:

Fazemos primeiramente uma moldagem e em seguida confeccionamos uma lente de contato, que é uma película que se parece com uma unha que vai ser fixada sobre o dente. Além de a película ser reversível, o esmalte natural do dente vai continuar normal. Não será preciso desgastar o dente para retirá-la. E fazemos muito essas lentes de contato, ate mesmo com proteção.

Mas antes de começar o tratamento, a primeira condição é estar com a boca em ordem do ponto de vista da saúde. É preciso verificar se a pessoa não tem gengivite, por exemplo. Se não há bolsas, sangramentos etc..

Nesses casos, é contra indicado a colocação de qualquer tipo de material, seja uma faceta, lâmina ou a lente de contato dental.

É preciso deixar a área dos tecidos adjacentes em ordem, isto é, tratar ossos, gengiva, ligamentos, e só depois é que partimos para a parte estética. Se fizermos a parte estética primeiro, e relegamos para segundo plano a parte da saúde, então a lente vai se soltar depois de uma semana por causa das enzimas. Com problemas de bactérias e conseqüente inflamação a capacidade de aderência das lentes desaparece.

Muitos pacientes nos dizem que já tentaram alguns desses tratamentos, mas os fizeram em cima de problemas como os referidos acima. Alguns mencionam mesmo terem colocado mais de 4 ou 5 vezes e as lentes, que não ficaram no lugar porque não passaram por uma periodontia antes.

Para quem vai fazer plástica e cirurgia mucogengival e plastia genvival:

A partir do momento que fazemos o laser nessa gengiva, vai acontecer uma regeneração tecidual guiada. Quando se faz isso nos ossos, se chama regeneração óssea guiada. Quando se faz isso nos tecidos, aumentando o tamanho da gengiva, se chama regeneração tecidual guiada.

Na regeneração tecidual guiada, a gengiva é magrinha e há pouca gengiva. Com a regeneração guiada por laser ela fica gorda e aumenta, propiciando o tratamento plástico com mais segurança.

Sobre elas usamos as famosas laminas mini blades inglesas, feitas por um especialista britânico único. Ninguém até hoje conseguiu imitá-lo na produção das mesmas. No Brasil se usa a lâmina 12, que corta e dilacera, e muitas vezes deixa um trabalho insatisfatório. Já a mini blades é incisiva. Fazemos com um retalho posicionada pra baixo. Isso se chama  plastia genvival.

Atenção crianças e adolescentes:

O uso de dentística estética em crianças e adolescentes.

Crianças e adolescentes também podem ter a aparência melhorada com técnicas recentes de branqueamento dental com fins estéticos.

Pode-se, por exemplo, realizar um tratamento estético numa criança com os dentinhos tortos.

Ligue para o Instituto Contatore para melhor se informar e saber o que podemos fazer para lhe dar um sorriso ainda melhor.