Odontopediatria: saiba mais sobre essa especialidade!

A odontopediatria é voltada para o atendimento de crianças em várias idades. Trata-se de uma especialidade essencial para a saúde bucal dos pequenos, para evitar problemas que podem se agravar no futuro, dificultando o tratamento.

Aqui, falamos mais sobre a odontopediatria! Continue a leitura, conheça detalhes sobre essa especialidade e entenda por que ela é tão importante para a saúde bucal das crianças!

criança sorrindo fazendo sinal de positivo com a mão

O que é odontopediatria?

A odontopediatria é uma especialidade da odontologia que atua com foco no diagnóstico, prevenção, tratamento e controle de problemas inerentes à saúde bucal de bebês, crianças e adolescentes.

O odontopediatra, profissional que trabalha nessa especialidade, também tem como uma de suas responsabilidades a educação visando à saúde bucal, bem como a integração de procedimentos odontológicos com os de demais profissionais da saúde.

 

O que se avalia e trata na odontopediatria?

O especialista em odontologia infantil possui várias competências. Normalmente, uma consulta com esse profissional envolve:

  • Avaliação da saúde bucal de bebês, crianças e adolescentes, com diagnóstico de eventuais alterações;
  • Identificação de fatores de risco na cavidade bucal;
  • Indicação do tratamento mais apropriado para o problema apresentado pelo paciente;
  • Promoção da saúde bucal, incentivando comportamentos que garantem o melhor estado das estruturas bucais e previnem doenças;
  • Realização de tratamentos de cárie dentária, erosão, traumatismo, doença periodontal, malformações congênitas, má oclusão, entre outras doenças que atingem a estrutura bucal, sempre dando preferência para técnicas de intervenção mínima.

 

Quando fazer a primeira consulta?

Uma dúvida muito comum entre os pais é quando fazer a primeira consulta com o dentista infantil. Curiosamente, não existe um período específico, mas geralmente se indica que a consulta ocorra o quanto antes, mesmo que o bebê não tenha dentes.

Não há necessidade de esperar a erupção dos dentes porque o odontopediatra pode fazer um acompanhamento do bebê e indicar o que realizar para garantir que o nascimento dos primeiros dentes ocorra de maneira saudável.

Além disso, os pais também aprendem como cuidar da saúde bucal de seus filhos desde cedo, podendo sanar eventuais dúvidas com o profissional e incentivar esse cuidado nos pequenos, o que ajudará a evitar problemas e doenças no futuro.

 

Como é a primeira consulta no odontopediatra?

A primeira consulta da criança normalmente é o momento que o profissional busca colher o máximo de informação sobre o paciente, para entender quais são seus hábitos alimentares e de higiene bucal, para realização de ajustes, se necessários.

Também contempla um exame completo da cavidade oral do paciente, o que possibilitará identificar eventuais problemas e traçar um plano de tratamento para eliminá-los.

Se o paciente for um bebê, é comum os pais serem instruídos sobre cuidados específicos com boca e gengiva, principalmente para assegurar um desenvolvimento adequado da dentição, minimizando a possibilidade de problemas.

 

Por que consultar um odontopediatra regularmente?

O recomendado é levar os pequenos ao odontopediatra regularmente. Mas, quais são os benefícios que isso pode trazer? Confira, a seguir, quais são eles:

 

Conhecimento de cuidados específicos

Cada etapa do desenvolvimento da estrutura bucal da criança pode demandar um cuidado específico. Ao realizar consultas regulares é possível conhecer esses cuidados e aplicá-los corretamente, para assegurar a saúde bucal.

Durante as consultas, além de analisar boca e dentes dos pequenos pacientes, o odontopediatra também explica para os pais o que esperar no desenvolvimento bucal e o que fazer para agir de forma preventiva e evitar problemas.

 

Prevenção de doenças

Quando se realiza consultas odontológicas regularmente é possível atuar de forma preventiva, de modo a evitar doenças e tratamentos difíceis e caros.

Além disso, consultas regulares possibilitam identificar doenças logo no início, evitando seu desenvolvimento, o que demandaria mais tempo e dinheiro para tratamento.

 

Redução da odontofobia

A odontofobia é uma condição que se caracteriza por sentir medo de dentistas e normalmente ocorre quando se tem experiências traumatizantes. Trata-se de algo que pode se desenvolver, inclusive, na vida adulta.

Levar as crianças ao dentista logo cedo possibilita que ganhem familiaridade com essa rotina e entendam que não há o que temer ao se consultar com o profissional.

Isso é ainda mais reforçado quando o consultório e odontopediatra adotam um atendimento humanizado, o que contribui para o paciente ter uma boa experiência.

 

Como escolher um odontopediatra

Pais tendem a ter dificuldade de escolher um odontopediatra, principalmente os de primeira viagem. Mas, existem dicas que ajudam a acertar na escolha do profissional, como as que apresentamos a seguir:

 

Peça indicações

Certamente você deve conhecer pais que já levaram filhos pequenos ao odontopediatra. Neste caso, vale a pena pedir uma indicação, para limitar suas opções de especialistas em odontopediatria, aumentando a chance de gostar do atendimento prestado.

 

Busque informações sobre experiência e formação do profissional

Antes de marcar uma consulta, procure saber se o profissional possui experiência em odontologia para crianças, bem como se tem formação completa na área, para garantir o melhor atendimento para seu filho.

 

Visite a clínica com antecedência

Não é obrigatório, no entanto é interessante visitar a clínica de odontologia com antecedência para verificar se segue normas de limpeza, se a área de atendimento geral é separada da de atenção ao paciente, inclusive se tem adaptação para crianças.

No que se refere à adaptação para crianças, ela abrange um ambiente mais colorido e mobília diferenciada para atendê-las, o que permite que os pequenos se sintam mais acolhidos durante todo o tempo de permanência na clínica.

 

Verifique se o odontopediatra tem CRO

O CRO é um registro no Conselho Regional de Odontologia. Ter esse registro é importante porque assegura que o dentista realmente tem formação na área, inclusive que tem especialização em odontopediatria.

Mas, como saber se o profissional tem registro no CRO? Simples: acesse o site do CRO de seu estado e busque pelo nome do odontopediatra ou seu número de inscrição no órgão. Ao realizar essa consulta, será possível verificar se o registro está ativo ou inativo.

Quem busca odontopediatras em São Paulo, por exemplo, pode utilizar o serviço de consulta de dentistas do CROSP (Conselho Regional de Odontologia de São Paulo), que é disponibilizado gratuitamente no site do órgão.

BlogOdontopediatria

14/04/2021