BLOG
28 de junho de 2022
Compartilhe:

Problemas ortodônticos mais comuns

Os problemas ortodônticos levam muitos pacientes ao consultório odontológico em busca de tratamento. Eles prejudicam a estética do sorriso, bem como podem provocar problemas na mastigação e dores de cabeça.

Imagem de um homem mostrando os dentes tortos

Existem diversos tipos de problemas ortodônticos e cada um deles pode demandar um tratamento específico. Ainda não conhece quais são esses problemas? Então, continue a leitura e descubra os mais comuns!

 

O que é ortodontia?

A princípio, é essencial saber o que é ortodontia. Trata-se de uma especialidade da odontologia dedicada a corrigir a posição dos dentes e ossos da maxila e mandíbula.

O ortodontista é o profissional especialista em problemas ortodônticos, capaz de diagnosticá-los e recomendar o tratamento mais adequado.

O diagnóstico normalmente é feito com base em exames clínicos e radiografias. Já o tratamento mais comum é o uso de aparelho ortodôntico.

 

Principais problemas ortodônticos

Há vários tipos de problemas ortodônticos e cada um deles apresenta características específicas. A seguir, listamos os mais comuns! Confira e conheça quais são:

 

Sobremordida

A sobremordida, que também é chamada de mordida profunda, é uma má oclusão dentária. Ela acontece quando a arcada superior está desalinhada em relação à arcada inferior. Como resultado, fecha-se muito à frente, chegando a cobrir os dentes de baixo por mais de dois milímetros.

Esse é um problema ortodôntico que pode provocar feridas no céu da boca, devido ao atrito com os dentes da arcada inferior, bem como prejuízos estéticos. 

Há, ainda, a possibilidade de enfrentar disfunção da ATM (articulação temporomandibular), que tem sintomas como a dor de cabeça. A sobremordida também pode causar travamento da mandíbula, desgaste dos dentes e retração da gengiva.

 

Mordida cruzada 

É um dos problemas ortodônticos com maior incidência! A mordida cruzada ocorre quando a arcada superior não se encaixa perfeitamente na inferior, resultando num tipo de cruzamento.

Esse problema pode causar um sorriso torto, pois a maxila não se encaixa corretamente com a mandíbula. Além disso, a mordida cruzada pode atrapalhar o crescimento de ossos da face, levando a problemas de mastigação e respiração.

A mordida cruzada pode, ainda, dificultar a escovação, o que contribui para o surgimento de cáries e demais doenças dentais e bucais. Pode levar à retração da gengiva e distúrbios temporomandibulares.

Existem dois tipos de mordida cruzada principais, a anterior e a posterior. No primeiro, os dentes da frente da arcada superior não encontram os da arcada inferior. Por isso, ao fechar a boca os dentes de baixo ficam à frente, com projeção do queixo.

Já a mordida cruzada posterior ocorre quando os dentes superiores do fundo da boca se fecham por dentro dos inferiores, sem realizar a oclusão corretamente.

 

Mordida aberta

A mordida aberta é um problema que se caracteriza pela dificuldade de encostar dentes superiores e inferiores, mesmo quando se está com a boca fechada.

Há a mordida aberta anterior, que acomete os dentes da frente da boca. Outro tipo é a mordida aberta posterior, que ocorre nos dentes de trás.

Trata-se de um problema que pode causar impedimentos de fala, alteração na forma de mastigação e de engolir sólidos e líquidos, bem como modificação no fluxo de saliva.

O posicionamento da língua também pode ser prejudicado e pode ocorrer um desgaste irregular dos dentes devido à pressão anormal exercida neles ao mastigar.

 

Desvio da linha mediana 

A linha mediana é uma linha imaginária traçada verticalmente entre os dentes incisivos centrais para representação do centro da arcada dentária. Se as linhas das arcadas superior e inferior não coincidirem, há um desvio.

O desvio da linha mediana pode provocar problemas estéticos, comprometendo a harmonia do sorriso. Pode haver, também, um prejuízo à mastigação e disfunção da articulação temporomandibular.

 

– Leia também:
>>> Como melhorar a estética dos dentes? Confira essas dicas!

 

Diastema

O diastema é um espaço entre dentes que deveriam estar próximos. Costuma ser mais comum em dentes frontais da arcada superior, mas pode ocorrer em qualquer local da arcada.

Trata-se de um problema que não chega a afetar, necessariamente, a saúde bucal. Na maioria dos casos, provoca um incômodo estético. Além disso, pode provocar distúrbios fonéticos e inflamações na gengiva devido ao acúmulo de alimentos.

O diastema pode ter várias causas, como a diferença de tamanho entre dentes, crescimento anormal do freio labial, pressão da língua nos dentes e doenças periodontais.

 

Apinhamento de dentes

O apinhamento dentário é popularmente conhecido como dente encavalado. Trata-se de uma condição que se caracteriza pela falta de espaço na arcada para acomodação adequada de todos os dentes. Essa falta de espaço leva a giros e deslocamentos dos dentes, mantendo-os desalinhados.

Tal disfunção pode provocar problemas sérios, como um prejuízo à higienização adequada. Com isso, pode ocorrer o surgimento de cáries, acúmulo de placa bacteriana e problemas na gengiva. Por isso, é comum ter uma tendência a doenças bucais quando se possui apinhamento dentário.

 

Como tratar problemas ortodônticos?

Existem diversos tratamentos para problemas ortodônticos e o ortodontista é o profissional responsável por indicar o melhor para o seu caso.

De maneira geral, o tratamento mais comum é o uso de aparelhos ortodônticos fixos ou móveis. Eles têm o objetivo de mover os dentes e forçar a retração dos músculos ligados à mastigação. Dessa forma, dá para alinhar os dentes, provocando uma melhora global na estética do sorriso, bem como na mastigação, fala, entre outros pontos.

Imagem de uma mulher com aparelho ortodôntico sentada na cadeira do dentista

Há diferentes tipos de aparelho ortodôntico, mas um dos mais desejados e eficazes é o invisível. Trata-se de uma alternativa inovadora que se caracteriza por ser transparente, portanto, é praticamente invisível, ao contrário de aparelhos clássicos com fios e braquetes. Por isso, não altera o sorriso durante o tratamento, sendo mais discreto.

Além disso, é um aparelho removível, o que facilita a higienização. Consegue entregar resultados em um prazo menor, valendo a pena o investimento.

Seu único ponto negativo é o preço ligeiramente superior em comparação aos demais aparelhos. A dica é consultar seu dentista para saber quanto pagaria no tratamento e escolher o aparelho mais indicado para o seu caso e orçamento.

Ainda não encontrou um dentista de confiança para lhe atender? A Odontologia Contatore tem profissionais especialistas! Aproveite para agendar uma consulta na clínica de ortodontia em São Paulo e trate problemas ortodônticos com dentistas experientes!

 

– Leia também:
>>> Aparelho Invisalign: tudo o que você precisa saber sobre o tratamento

>>> Por que escolher o Instituto Contatore para seu tratamento odontológico?

Deixe seu Comentário
Deixe seu Comentário

Entre em contato

Entre em contato

Entre em contato, preenchendo o formulário com seus dados. Ou ligue agora para agendar.



    Criação de Sites em Curitiba
    Loader
    Whatsapp